Grupo Café com Filosofia – Phipsi

Início » Artigos / Estudos » Violência gera miséria

Violência gera miséria

Debater sobre a violência na sociedade contemporânea é uma tarefa muito difícil, pois a cada momento ocorrem novos casos de seqüestros, roubos, assassinatos, estupros, etc. Esse é um assunto muito presente em nossas vidas, tanto queé o terceiro artigo publicado sobre o tema aqui em nosso site, mas todos eles com focos diferentes, pois o primeiro abordou a violência mundial e nacional de um ponto de vista geral e o segundo a violência contra a mulher.

Agora este artigo, irá abordar a temática de um ponto de vista diferente dos anteriores, que você visitante irá perceber ao longo da sua leitura.

É comum as pessoas dizerem que a principal causa da violência é a miséria que castiga a população e, por isso, sempre que um leigo falar em violência, logo fará a associação à questão da miserabilidade.

Por outro lado, nós cidadãos não podemos nos prender somente à opinião dos outros, mas construir nossas opiniões e críticas sobre os temas que envolvem a vida social, para que possamos chegar a outras possíveis causas da violência, lembrando que as maiores violências partem dos poderosos que sonegam impostos, desviam dinheiro, são corruptos, etc. Mas, infelizmente, na sociedade alienada em que vivemos, é mais fácil falar das camadas mais carentes.

O objetivo deste texto está bem claro no título (violência gera miséria), pois com ele, pretendemos abordar o assunto de uma ótica[1] diferente, ou seja, em vez de miséria gera violência, violência gera miséria, tendo como pano de fundo os países da África, que são devastados pelas guerras e atingidos pela miséria e outros povos que são marcados pelas inúmeras injustiças sociais que ferem[2] a dignidade do ser humano.

A idéia de fazer uma reflexão contrária à tradicional, surgiu através da leitura da Revista Veja do dia 06 de abril de 2005, na qualo economista americano Jeffrey Sachs disse que com a ajuda dos países ricos épossívelerradicar[3] a pobreza do mundo em duas décadas. Segundo ele, é necessário que os países ricos façam uma doação anual de pelo menos 150 bilhões de dólares até 2025. O primeiro passo é, se o plano der certo, ensinar os países pobres a usar as doações. Para ele, isso é mais importante do que a própria doação.

Em vista da reflexão apresentada, encerro este texto perguntando a vocês caros visitantes. Vocês acreditam que é possível erradicar a pobreza do mundo em duas décadas?


[1] A palavra ótica tem um significado prático no texto, pois quer dizermaneira de pensar um assunto ou coisa, o ponto de vista que é dado sobre uma determinada coisa outema.

[2] Esta palavra foi abordada no texto de uma forma que nos leva a entender que as injustiças sociais existentes no mundo maltratam o ser humano e muitas vezes impedem queele seja tratado com dignidade.

[3] A palavra erradicar significa cortar pela raiz. Neste sentido, o economista americano quis dizer que é possível acabar com a pobreza em duas décadas.

______
Texto: Danilo Freire
(Graduado em Filosofia) UNIFAI 

Anúncios

1 Comentário

  1. Renato silva disse:

    oriveou o mundo hojem em dia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Artigos por Mês

%d blogueiros gostam disto: