Grupo Café com Filosofia – Phipsi

Início » Artigos / Estudos » Sócrates e o Adolescente

Sócrates e o Adolescente

O questionamento do Adolescente

O filósofo Sócrates é considerado um marco na História da Filosofia, porque tinha como característica uma forma diferente de fazer Filosofia, reunindo-se com as pessoas da época em praças públicas e dialogando com elas. Ele utilizava dois métodos importantes: a ironia, que era o questionamento para levar os interlocutores a reconhecerem a própria ignorância e levá-los ao auto-conhecimento, e a maiêutica que era a arte de dar a luz às próprias idéias. Desses dois métodos temos duas frases célebres atribuídas a ele “Sei que nada sei” e “Conhece-te a ti mesmo”, esta última que estava escrita no Oráculo de Delfos.

Sócrates não tinha preconceitos, dialogava com todos desde as prostitutas e os mendigos, até a elite da sociedade ateniense do século V a.C, e foi isso que causou um pouco de inveja por parte dos políticos da época, que na verdade tinham medo do quepoderia acontecer com a democraciase houvesse uma revolução no pensamento devido às suas idéias.

Um tema interessante para abordar a Filosofia socrática é a adolescência, fase na qual as pessoas tornam-se questionadoras da realidade, das normas morais e de tudo que as cercam. Esse questionamento se dá, porque é uma nova fase da vida em que o autoconhecimento começa a se desenvolver e a pessoa passa a ter sua própria visão de mundo. Embora pareça, a adolescência não é um fenômeno universal, pois antropólogos constatam que as sociedades tribais não passam por esse estágio, porque o advento do mundo adulto se dá por meio de ritos de passagem, ou ritos de iniciação.

Durante o meu trabalho com os alunos do Ensino Médio para os quais leciono a disciplina de Filosofia, consegui perceber que o adolescente vive uma situação de ambigüidade, pois ao mesmo tempo que hostiliza os pais, deseja a sua atenção. Tanto deseja viver o novo estado, quer ser independente, quanto sente perder a familiaridade e o colo dos pais que tinha antigamente. Depende dos pais que lhe dão casa, comida e afeto, mas diverge deles quanto aos objetivos de sua conduta (companhias, namoro,etc).

Por outro lado, a atitude dos pais também é ambígua, porque em certos assuntos esperam dos filhos um comportamento de adulto, exigindo responsabilidade com os estudos e em outros tratam-nos como crianças, por exemplo não conversando sobre a sexualidade.

Uma coisa fundamental durante a adolescência é a orientação educacional, profissional e sexual, já que nesse período da vida, a pessoa está conhecendo o próprio corpo e percebendo as suas transformações, aprimorando-se como membro da sociedade, fazendo novas amizades e, iniciando-se na vida amorosa, com os primeiros contatos na escola, com os amigos,etc.

Para encerrar o texto, é importantelembrar que devemos conhecer a nós mesmos como indivíduos emembros de uma sociedade, nos questionando sempre das nossas ações, lembrando que temos que ter um referencial a ser seguido, ou seja, seguir um exemplo, e, sobretudo, criarmos nossas próprias idéias, questionarmos as injustiças sociais como Sócrates fazia na antiguidade e incentivava os seus discípulos a fazeromesmo.

Após a leitura do texto, convido você caro leitor, a ler as questões apresentadas abaixo, erefletir um pouco sobre asua vida e ade Sócrates, e ver como os ensinamentos desse filósofopodem nos ajudar muito em nossa vida cotidiana. Se você quiser, pode anotá-las e respondê-las em sua agenda ou caderno, discuti-las com seus amigos, enviar um comentário em nosso site, ou até mesmo por e-mail.

Reflexão sobre o texto

1) Em sua opinião, qual é a importância do auto-conhecimento?

2) Em sua opinião, o que é ser adolescente?

3) É comum ouvirmos as pessoas chamando os adolescentes de aborrecentes. Em sua opinião, por que isso acontece?

4) Você se considera um adolescente consciente e questionador da realidade, ou um adolescente acomodado? Por quê?

______
Texto: Danilo Freire
(Graduado em Filosofia) UNIFAI 

Anúncios

10 Comentários

  1. webcorreia disse:

    Este é para mim o melhor texto publicado. Todos são muito bons, mas este será indiscutivelmente o mais visitado depois de a Etica a Nicomaco.

  2. Lúcia disse:

    Em primeiro quero parabenizar o Porfessor Danilo pela forma que o tema foi abordado!

    Temas como estes que precisamos discutir entre os nossos para a construção de uma nação em que podemos nos orgulhar em pertencer!

    Acredito que a adolescencia é a fase que o jovem tem para conhecer o mundo adulto. aprender com ele para poder aplicar a sua responsabilidade como individuo pertencente de uma sociedade. Acredito que o termo aborrecente foi algum “adulto” moralista que criou distingüir o jovem que não pertence aos “padrões”, ou seja que não possui o perfil que a sociedade deseja, eu vejo tudo isso como uma seleção natural da era comtemporanea, fazer com que as pessoas sintam vergonha do que realmente são, levando a auto-destruição por meio da baixa estima, a sensação de se sentir um estranho no ninho, de forma que só sobrevivam os individuos “X”, ainda não refleti sobre quem inventou esse perfil, e qual a lógica de viver mascarado em busca de sorrisos que para mim não fazem a mínima importância!

    Parabenizo mais uma vez os desenvolvedores do Site,

    Saudações meus amigos, terão participação minha ativa por aqui!

    RESPOSTA: Junior
    Muito bem Vinda!

  3. Burrin disse:

    numm seii caraii neumm

  4. Burrin disse:

    okee Socrátes disse “So sei que nada sei” e mais oke?

  5. Elisabet disse:

    Gostei muito do texto. Vou utilizá-lo em minha prova de segundo ano, onde estamos trabalhando Sócrates. Claro que com o devido crédito , professor Danilo. Obrigada.

  6. CR disse:

    Prezado Professor Danilo,
    Tomei a liberdade de extrair boa informação de seu conciso artigo. Formulo-lhe um cogito, se me permite. Atenas na ocasião navegava no mar da tranquilidade. A julgar pelo conhecidíssimo homossexual que abrigava comodiscípulo, Sócrates não teria sido julgado e condenado à prisão por corrupção de menores?

  7. É um artigo bastante pertinente e sugestivo.E na minha opinião se todos nos conhecesse-mos haveria poucas razões para conflitos.Parabéns!

  8. Junior disse:

    temos 7ª e 8ª série do ensino fundametal, gostaria de mais recomendaçoes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Artigos por Mês

%d blogueiros gostam disto: